O que o Instagram está fazendo para combater a baixa auto-estima

Por mais que adoraríamos dizer que o bullying nas redes sociais está diminuindo, não é verdade. E apesar dos esforços positivos de celebridades e outros influenciadores digitais em conscientizar e diminuir o desrespeito, a situação provavelmente nunca vai terminar. Desencorajante, mas verdade. E, não surpreendentemente, as redes sociais estão sentindo isso.

É fato que amamos dar uma olhadinha em nossos feeds, mas não podemos ignorar o que encontramos nele – ansiedade, comparações, inveja. E nós adoraríamos dizer que um noivado perfeito de um amigo, uma transformação de corpo incrível ou uma viagem maravilhosa à Itália não nos impacta em um nível mental, mas impacta. E é muito difícil, senão impossível, se manter mentalmente indiferente.

Aí aparecem os bullies, e os comentários maldosos e infantis caem em cima de celebridades, influenciadores e outras pessoas. Apesar de todas as redes sociais terem esses problemas, o Instagram foi avaliado como o pior. De acordo com um estudo recente com quase 1.500 adolescentes e jovens adultos, o app foi muito associado a altos níveis de ansiedade, depressão, bullying e FOMO (fear of missing out). O estudo avaliou a plataforma como “a pior para a saúde mental dos jovens.”

Em resposta a isso, o Instagram está fazendo algumas mudanças (muito revigorantes) nas configurações de perfis e recursos que ele oferece para seus seguidores. Dois dias atrás, o CEO e co-fundador Kevin Systrom entrou no perfil do app para anunciar os ajustes que estão chegando em apoio à saúde mental e à segurança da comunidade.

 

Ph: Instagram

 

“Hoje nós estamos anunciando novas ferramentas e programas para manter o Instagram um lugar seguro e positivo para a auto-expressão. Desde o começo, nós tentamos fazer do Instagram um lugar receptivo para todos. Nossa comunidade cresceu para 800 milhões, com 500 milhões de pessoas usando-o todos os dias. É mais importante do que nunca fortalecer nosso compromisso com a segurança e boas maneiras.”

Então, quais são as novidades? Apesar de o Instagram estar trabalhando constantemente para introduzir ferramentas que vão ajudar os usuários a gerenciar suas configurações (incluindo a possibilidade de desativar comentários), eles estão evoluindo muito seu compromisso em gerenciar comentários ruins. Agora, mesmo que seu perfil seja público, você pode escolher quem pode ou não pode comentar – “todos ou apenas grupos de pessoas, como pessoas que você segue ou seus seguidores,” Systrom diz.

“Em junho, nós lançamos um filtro para bloquear alguns comentários ofensivos em inglês, e hoje estamos expandindo esse filtro para o árabe, francês, alemão e português. O filtro será melhorado com o tempo, permitindo que a experiência de compartilhamento da comunidade também melhore.”

O que mais nos deixa animados, no entanto, é que o time do Instagram está preocupado com a saúde mental de seus usuários: “Nós continuamos a oferecer recursos de saúde mental quando você mais precisa. Se você vê alguém passando por um momento difícil ou precisando de apoio durante uma live, é possível denunciar anonimamente. A pessoa irá ver uma mensagem oferecendo ajuda com opções de falar com uma helpline, falar com um amigo ou ver outras dicas de apoio. Nós temos equipes trabalhando 24 horas por dia, 7 dias por semana no mundo inteiro para responder.”

Para saber mais, acesse Instagram-Together.com.

SHOWHIDE Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

@lifestylemag

Cosmopolitan and authentic, Lifestyle Mag is one of the publications of Claur; born in São Paulo and made with love in New York City.

Thanks babe!

error: Content is protected !!