John Meadow – the creative business man

Movido por paixão, humildade e autoconfiança John Meadow mostra como é ser um maestro exemplar e orquestrar a LDV, uma das principais empresas focadas em negócios gastronômicos e hoteleiros do mundo

Por trás de grandes marcas do mercado gastronômico e hoteleiro, há um grande homem orquestrando até os mínimos detalhes. John Meadow é o fundador e presidente da LDV Hospitality, uma companhia com base em Nova York que dirige suas próprias marcas de restaurantes, gerencia operações de alimentação em hotéis e estabelece parcerias com chefs e empresários para o desenvolvimento de novos projetos.

Com foco em conceito, a LDV é dona de notáveis sucessos estadunidenses, como: American Cut, com o chef Marc Forgione; Scarpetta, em Nova York, Miami e Los Angeles; Gurney’s Resort, em Montauk; Dolce Italian e Corso Coffee. Quando ainda era um estudante de hotelaria na Cornell University’s School, o empresário sonhava que um dia seria dono do Plaza Hotel, no Central Park. Mas, depois de trabalhar como gerente do restaurante Oak Room do hotel, ele decidiu partir para a sua primeira empreitada independente, abrindo o bem-sucedido bar Local West. Em seguida, abriu o restaurante Gin Lane, que quase o levou à falência.

 

Dolce Italian em Miami, um dos restaurantes do grupo LDV

 

Até a LDV se tornar o que é hoje, foi preciso atravessar um longo caminho de adversidades, fracasso e desafios que John considera inerentes ao negócio – seja você um “restaurateur old school” ou um “nômade digital”. John Meadow acredita que a gastronomia e a hotelaria estão unidas pela “paixão por dar ao outro”, e afirma que este é um momento estimulante para os profissionais da área.

“Nós estamos vivenciando uma mudança de paradigma: historicamente, a experiência do restaurante ou do bar de um hotel sempre foi simples e amena, apenas um ponto de encontro que oferece alimentação ao hóspede. Hoje, nós vemos nele um espaço sofisticado, que demanda uma ‘experiência’ de restaurante ou bar”.

Para John, quando saímos para jantar, não estamos atrás apenas de boa comida, mas também de uma “indulgência social que estimule cada um de nossos sentidos”. É por isso que a identidade do restaurante se tornou “um fator crucial para definir a sensibilidade, o status social e o sucesso de um hotel”, diz. Focado na experiência do cliente, ele defende que o que faz um bom restaurante é “a soma, tangível e intangível, das partes que formam o todo”. Mas só a sua própria experiência no ramo pôde fazê-lo entender que, sozinho, ele não seria capaz de cuidar do tangível e do intangível e diz que a chave do seu sucesso foi ter se “rodeado de pessoas extraordinárias que têm muito mais experiência e força” que ele em seus respectivos papéis”.

SHOWHIDE Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

@lifestylemag

Cosmopolitan and authentic, Lifestyle Mag is one of the publications of Claur; born in São Paulo and made with love in New York City.

Thanks babe!

error: Content is protected !!