JULLS – As brasileiras que sabem tudo sobre joias

Há pouco mais de dois anos a JULLS surgia no mercado. Hoje a empresa de apresentação e representação de joalheiras brasileiras para o mercado internacional sonha alto e faz o networking com os buyers das maiores multimarcas do mundo

Com uma curadoria criteriosa, as sócias da JULLS, Camilla Guimarães e Debora Lucki, fazem a ponte entre marcas brasileiras e as multimarcas mais requisitadas do mundo, apresentando suas peças para buyers de lugares como Bergdorf Goodman, Saks Fifth Avenue e Barneys. O foco da JULLS? Trabalhar diversos mercados para proporcionar às marcas o mercado ideal para elas.

 

Camilla Guimarães e Debora Lucki com buyers em NY

De onde surgiu a ideia de criar a empresa?

A empresa surgiu de uma demanda que encontramos onde marcas brasileiras querem explorar o mercado internacional porém não tem acesso aos buyers e ao formato de exportação, além de que o investimento para tudo isso em uma única marca é muito alto. A JULLS tem o network com os buyers, os melhores parceiros para exportação dentro do segmento, e consegue diluir o valor da apresentação, pois leva várias marcas juntas.

 

Como vocês veem o mercado de joias no Brasil? E como o mercado de joias brasileiro é visto e recebido aqui fora?

O mercado de joias brasileiras é muito autoral. Conseguimos conhecer e selecionar marcas com diferentes identidades, DNA e estilos e isso é muito bem visto em NY, pois levamos o que tem de mais cool e fresh para este novo mercado. Priorizamos marcas com acabamento impecável e rigorosa seleção de matérias primas, que é o que o mercado americano exige, como as brands Epiphanie JoiasJessica Kattan, Fabi Jorge, Joalheria Casa Castro, Paola Trindade Joias e Cristina Pessoa.

Com este formato e joalheiras autorais, a JULLS vem sendo muito bem recebida pois apresenta de maneira intimista e sofisticada as melhores joalherias brasileiras do momento.

 

As sócias Camilla Guimarães e Debora Lucki em NY 

Este mês vocês estiveram aqui em NY. Como foi a experiência de apresentar joias brasileiras para buyers de lugares como Bergdorf, Barneys e Saks?

A empresa existe a pouco mais de dois anos e ao longo deste período criamos boas relações com estes buyers que enxergam na JULLS um ponto único de contato com novos designers, encurtando a distância e trazendo marcas garimpadas pelo Brasil. A cada apresentação conseguimos ter mais clareza do que os buyers buscam, das peças, cores e pedras que melhor performam no mercado para levar aos designers brasileiros feedbacks precisos e construtivos para que a marca esteja pronta para entrar no novo mercado.

 

 Iniciamos a empresa em NY pois acreditamos ser o berço das tendêcias para o mundo, mas já estamos planejando JULLS em Los Angeles e Europa também, como Paris e Londres.

 

Vocês estão mais focadas no mercado nacional ou internacional?

O trabalho principal da JULLS é fazer a internacionalização das joalherias brasileiras, ou seja, colocar as marcas para vender nas multimarcas que mais se adequam a cada perfil com foco em vendas, divulgação e posicionamento, o que já é sabido que reflete diretamente no faturamento das marcas também no mercado brasileiro, uma vez que começam a vender fora do país.

PH: Divulgação

SHOWHIDE Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

@lifestylemag

Cosmopolitan and authentic, Lifestyle Mag is one of the publications of Claur; born in São Paulo and made with love in New York City.

Thanks babe!

error: Content is protected !!