Pedras & Joias by Andrea Murad

A paixão por joias veio de família e depois de seis anos no mercado financeiro, Andrea Murad decidiu abrir sua joalheria e aponta o seu diferencial: “qualidade e custo”

Lifestyle Mag: Como surgiu sua paixão por joias?

Andrea Murad: Minha avó era libanesa e sempre gostou de pedras. Os libaneses gostavam mais de ouro do que pedra, mas a minha avó não. Ela tinha uma caixa só de pedras que foi acumulando ao longo da vida e eu era a única neta que podia mexer. Eu tinha um elo muito forte com a minha avó. Quando ela estava doente eu tinha 13, 14 anos e ela fez uma doação da caixa em vida. A nossa casa foi roubada e a caixa também. As únicas joias que ficaram dessa caixa foram as que estávamos usando no dia, entre elas um anel de diamante que ficou para mim. Depois desse dia minha mãe prometeu nunca mais usar nenhuma joia.

LM: E o processo para abrir a sua própria joalheria?

AM: Fiz faculdade de Administração e Marketing na ESPM e uma pós em gestão de negócios com ênfase em negócio de luxo na FAAP. Com 22 anos entrei no mercado financeiro e trabalhei lá por seis anos. Depois disso trabalhei por três anos como consultora para joalherias renomadas de São Paulo. Assim que o contrato acabou decidi abrir a minha própria joalheria. Estudei muito sobre pedras, fui muito atrás. Sempre quis ir no garimpo, mas no final não fazia muito sentido, pois o foco não era a pedra.

LM: Qual o processo da criação e da execução das joias?

AM: Eu desenho 100% das peças e todas são prototipadas. Sou extremamente detalhista e estudar pedras sempre foi algo que gostei muito. O processo é basicamente este: eu faço um “rabisco”, a pessoa responsável passa pro 3D, eu aprovo, a peça é prototipada, é tirado uma borracha da peça e depois a joia passa pela fundição e o acabamento é manual, o que da qualidade pra peça. Eu não gosto de ter um intermediário, eu prefiro ir in loco e escolher as pedras, o que me dá também uma vantagem competitiva de qualidade e preço.

“Eu falo para as minhas amigas: eu não quero que você compre comigo, quero você cote comigo. Eu vim do mercado financeiro e valorizo muito o custo”

LM: Qual a história mais incrível que já aconteceu na sua joalheria?

AM: Um casal que cresceu junto ao longo da vida, quando se casou usou uma aliança de ouro, e depois de 25 anos de casados eles compraram a maior pedra que eu já vendi na vida: um diamente de 9 quilates.

LM: Para você existe alguma regra quando se trata de joia?

AM: Não acredito nas regras, a joia hoje tem que ser versátil. Adoro fazer um modelo de brinco que dá para você usar a parte de cima menor sozinha ou a parte de baixo maior. Gosto de fazer peças versáteis.

LM: Qual a tendência do mercado de joias no Brasil?

AM: O mercado joalheiro cresceu 6% no Brasil no último ano. O brasileiro não olha muito para o cut e a transparência, olha o tamanho e a cor. De sete anos para cá o anel de noivado começou a virar uma tradição aqui no Brasil também e o diamante é a pedra específica para a ocasião. Poucas pessoas aqui estudam pedras, de fato e muitas vezes os joalheiros não sabem o que estão comprando. Eu prezo muito a procedência, o que é e o que não é. Eu prefiro perder vendas quando o pedido é muito específico. Não tem como uma pedra conhecida variar tanto o preço. Principalmente os chineses são muito bons no que eles fazem, eles conseguem tratar muito bem as peças. Acredito que existe preço e mercado para tudo.

LM: As suas peças são únicas? Como funciona?

AM: Tenho um estoque bem considerável de mais de 500 peças, todas únicas, uma ou outra menor que tem três ou quatro unidades, mas as peças grandes são sempre únicas. Mas mesmo assim acredito que não é porque é exclusivo tem que ser caro. Quero entregar uma pedra muito boa, com aparência exepcional e valor justo. Eu não quero um cliente pra agora, quero um cliente para a vida. Quero clientes conscientes.

SHOWHIDE Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

@lifestylemag

Cosmopolitan and authentic, Lifestyle Mag is one of the publications of Claur; born in São Paulo and made with love in New York City.

Thanks babe!

error: Content is protected !!