Get your exclusive copy
MADE JUST FOR YOU

PRE-ORDER

CHAT WITH US!
Text Lifestyle Mag on:

What's App
STORIES AND NEWS

Exclusividade e bem-estar com a melhor vista de Manhattan: conheça a Casa Cipriani

Um edifício histórico com 47 suítes e varandas privativas beira o mar de Nova York e exibe as deslumbrantes paisagens da cidade

Exclusividade é a essência que constrói a Casa Cipriani. Um hotel onde apenas membros do clube privado podem desfrutar do icônico Battery Maritime Building, um dos últimos terminais de balsa em estilo Beaux-Arts do século XX. Localizado nas águas de Lower Manhattan, em East River, o edifício, que foi listado no Registro Nacional de Lugares Históricos em 1976, dispõe de 47 elegantes e imponentes quartos e suítes com varandas privadas que exibem a vista para os cartões postais de Nova York, a Ponte de Brooklyn e a Estátua da Liberdade, e conta ainda com um Spa e Centro de Bem-Estar, além de um magnífico salão de festas.

Pela apresentação da Casa Cipriani, já podemos perceber que o espaço é um passeio pelo tempo. O Battery Maritime Building foi construído entre 1906 e 1909 pelos arquitetos Richard Walker e Charles Morris e o prédio foi meticulosamente restaurado em 2021 pelo escritório de arquitetura Nova York Marvel, especializado em integrar os ambientes de um novo projeto com a natureza. Os interiores esbanjam o trabalho fino do arquiteto francês Thierry Despont, conhecido pelas reformas do Ritz, em Paris, e Cartier Manson, além da restauração da Estátua da Liberdade. Cada suíte foi decorada de forma individual e personalizada, com temas inspirados no mar, para que os hóspedes se sintam em um navio transatlântico enquanto estiverem lá. Nas suítes, as paredes são revestidas de cashemere e a mobília traz tons de azul marinho. Mas, além de toda exclusividade, os quartos e os espaços comuns possuem detalhes que percorrem pelos cinco andares do hotel: o uso do linho puro, móveis que honram a natureza do nome italiano dos Cipriani e foram criados exclusivamente para o hotel, produzidos com madeira mogno lacado e com design dos anos 30, além da presença de uma curadoria extensa de quadros e acessórios para complementar a art déco.

Os espaços de lazer também estão à altura das quatro gerações de serviço e hospitalidade dos Cipriani. Apenas membros do clube podem desfrutar dos ambientes históricos à beira-mar, Jazz Café, que conta com eventuais programações ao vivo, áreas de estar, bares e lounges, terraços ao ar livre com ampla vista para o East River e, claro, relaxar no calmo spa.

O clássico restaurante Cipriani está aberto aos hóspedes, que podem reservar um quarto por apenas uma noite e desfrutar dos pratos tradicionais, como o Carpaccio original da família e o famoso Bolo de Merengue, receitas presentes entre a família desde o Harry’s Bar, o primeiro restaurante dos Cipriani, aberto em 1931 em um beco aconchegante de Veneza. Atualmente, o Harry’s é um marco nacional que conta com uma clientela de estrelas de Hollywood, realeza e convidados de todo o mundo. Nesses 90 anos de bistrô familiar, outras três gerações da família Cipriani se inspiraram nos seus ancestrais e abriram seus próprios restaurantes, sempre mantendo o elevado nível de serviço, hospitalidade e qualidade, em cidades como Monte Carlo, Ibiza, Cidade do México, Dubai, Milão, Doha e muitos outros pontos badalados pelo planeta.

Agora, falando em Spa, o espaço de bem-estar da Casa Cipriani foi projetado em um ambiente de mais de mil metros quadrados que conta com um estúdio de ginástica e o próprio setor para relaxamento. O hotel fez questão de manter a linha de exclusividade: as massagens foram elaboradas de forma personalizada para a Casa Cipriani com terapeutas escolhidos a dedo para os membros do clube. Há também uma cartela de tratamentos médicos integrativos, crioterapia e sessões para aliviar o estresse. Os serviços do SPA podem ser usados pelos hóspedes, sem necessitar ser membro do clube.

Seguindo na grandiosidade de espaços, o hotel ainda dispõe de um espetacular salão de festas que acomoda até 800 convidados sentados e possui ainda outros ambientes anexos para a realização de diferentes eventos ao mesmo tempo. Além disso, os hóspedes também podem acessar a ‘loggia’, uma deliciosa sacada ao ar livre que esbanja azulejos Guastavino, aqueles que compõem abóbadas catalãs e formam incríveis mosaicos históricos.

E o grand finale: no píer 6 do terminal de balsa, há um heliporto que garante conexões diretas com os principais aeroportos de Nova York. E quem quiser ainda mais exclusividade, a Casa Cipriani dispõe de um carro residencial de luxo, nada mais nada menos do um Aston Martin DBX.

Se você quiser ser membro da Casa Cipriani, o processo pode ser demorado. Isso porque há uma consulta de associação aos sócios, que devem aprovar a inscrição. A anuidade do clube dos membros pode chegar a 4 mil dólares.